Nesta postagem trouxemos, para análise e reflexão um estudo publicado no Journal of Environmental Sustainability investigou as Práticas de gestão agrícola e a sustentabilidade ambiental na Jordânia. Analisando suas relações com o desenvolvimento sustentável e o crescimento econômico.

Práticas de gestão agrícola e sustentável na Jordânia: Estudo de caso.


Jordânia, como outros países em desenvolvimento, luta com desenvolvimento agrícola instável devido a várias pressões sobre o uso da água existentes (por exemplo, aumento da demanda de irrigação, a deterioração da qualidade da água, poluição industrial, transmitidas pela água de esgoto, etc.), bem como, os impactos das mudanças climáticas e barreiras biofísicas e socioeconômicas (por exemplo, o rápido crescimento populacional, desigualdades sociais, refúgios e migrações, recursos econômicos limitados, baixos níveis de tecnologia, limitações e estresses ambientais e pobreza generalizada).

Uma das questões-chaves de adaptação para o desenvolvimento sustentável do meio ambiente jordaniano é a conscientização dos agricultores sobre as economias de água e proteção ambiental a nível da exploração.
O objetivo do estudo foi apresentar uma análise descritiva para as práticas agrícolas convencionais adotadas no Vale do Jordão e explorar o potencial de adoção de novas tecnologias na gestão agrícola, juntamente com performances ambientais sustentáveis, como as prosseguidas pelo projecto “Improving the Environmental Sustainability of Irrigated Agricultural Production in Lebanon and Jordan (ENSIAP)”.

Vinte agricultores foram selecionados para representar a heterogeneidade das práticas agrícolas ao longo das três zonas (distritos) de Jordan Valley: Norte, Médio e Sul.

Um questionário detalhado foi desenvolvido para investigar os potenciais melhorias no convencional e as práticas agrícolas recentemente introduzidas para garantir a sustentabilidade de todos os recursos naturais. A heterogeneidade dos conhecimentos, experiência e capacidades dos agricultores foram determinadas, além de vários componentes de práticas de cultivo / agricultura.
Agricultura
Foto by RGS - Dutra

Sete temas foram enfatizados neste estudo, incluindo:

(1) as características da fazenda,
(2) descrição do solo e de gestão,
(3) as características de culturas e de gestão,
(4) os parâmetros de irrigação de água,
(5) cultivo e fertilizantes,
(6) relação com questões ambientais, e
(7) experiência  do agricultor.

Os resultados indicaram que a maioria dos agricultores não estão plenamente conscientes das questões de sustentabilidade ambiental. Os sistemas de irrigação, uso de fertilizantes e práticas de gerenciamento atualmente em uso não são voltadas para a conservação dos recursos e não seguem as melhores práticas de gestão agrícola, levando a alta do solo e degradação da água subterrânea e poluição.


Fonte:
Al-Qinna, Mohammed I. Dr. e Salahat, Mohammed Ali Dr. (2017) "Investigando Práticas de Gestão Agrícola e Sustentabilidade Ambiental na Jordânia," Jornal de Sustentabilidade Ambiental : Vol. 5: Iss. 1, o artigo 1.

Disponível em: //scholarworks.rit.edu/jes/vol5/iss1/1Licenciado sobre CreativeCommons Attribution 4.0 License.
https://goo.gl/UxxDY8
Compartilhe esta postagem em suas Redes Sociais!

.
Aproveite e veja outras publicações!
Confira as mais lidas na barra lateral.
Para enviar material clique em publique no menu superior.



Licenciado sob Creative Commons License Creative Commons Attribution 4.0 International License.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top