Acredito que  restauração ecológica seja um instrumento importante para a recuperação de áreas e reconstrução de um ecossistema. Um estudo denominado "Os planos atuais para a restauração ecológica na América Latina: Avanços e omissões" analisou os planos para a restauração ecológica na América Latina em países como Brasil, Colômbia, Equador e Guatemala avaliando os Avanços e as omissões. Nesta postagem fizemos um resumo do trabalho publicado na CIFOR.


Os planos atuais para a restauração ecológica na América Latina: Avanços e omissões. 



Neste estudo, foram avaliados os países com um plano de restauração na América Latina para analisar, posteriormente, o alcance destes planejamentos. Os países com um plano de restauração, pesquisados, foram Brasil, Colômbia, Equador e Guatemala. 

Floresta
by RGS - Curitiba


O Estudo 


A análise mostrou que os seus objetivos e abordagens de restauração são semelhantes. Destaca-se a consideração do estabelecimento de metas para a recuperação dos serviços ambientais de forma sustentável, adotando abordagens para a restauração na escala da paisagem a longo prazo. A Presença de sucessão ecológica é considerada uma maneira efetiva (financeiramente) para a restauração. A participação social é importante para a construção e operação de iniciativas e formação de um quadro legal associado com os planos. No entanto, é necessário fortalecer os planos de estrutura conceitual, incluindo áreas de restauração socioeconômicas com critérios e prioridades definidos, além de desenvolver abordagens verticalmente em processos de restauração que beneficiem o seu financiamento. Planos de protocolos para o monitoramento de aspectos biofísicos e socioeconômicos de restauração também devem ser incluídos. Os planos examinados são um passo importante para cumprir os compromissos internacionais, no entanto, o desafio não reside apenas na sua consolidação.

Leia também:

Avanços conceituais e empíricos sobre biodiversidade na Região Neotropical







Compartilhe esta postagem em suas Redes Sociais!

.

Publicidade
Aproveite e veja outras publicações!
Confira as mais lidas na barra lateral.
Para enviar material clique em publique no menu superior.



Licenciado sob Creative Commons License Creative Commons Attribution 4.0 International License.

0 comentários:

Postar um comentário

 
Top